A visualidade háptica da televisão contemporânea

Patrícia Silveirinha Castello-Branco

Resumo


Na última década, o discurso crítico do estudo dos media deslocou o enfoque do virtual para o físico. Este deslocamento acompanha uma percepção generalizada de que os novos media e os novos usos dos velhos media apelam e encorajam abordagens materialistas e multisensorialistas. Nesta linha, o presente estudo procura explorar a ideia de que as novas imagens tecnológicas televisivas participam da mesma tendência de novo enfoque sensitivo, se esse é um fenómeno novo ou se se encontra desde sempre presente na televisão. Assim, procura-se-á explorar teoricamente a hipótese de que as imagens televisivas trabalham com uma nova forma de visualidade: a visualidade háptica.

Palavras-chave


Televisão. Visualidade háptica. Óptica háptica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v32i2.257