O jornalismo feito para a comunidade e inserido no “novo espírito do capitalismo”: um estudo de caso do jornal Alô Comunidade

Rodrigo Nuñez Viégas, Livia dos Santos Mendes

Resumo


O presente estudo analisa o jornal Alô Comunidade, publicação mensal da siderúrgica ThyssenKrupp CSA (TKCSA). Em razão de ser fruto de uma exigência de um acordo extrajudicial, proposto por um órgão ambiental, como forma de publicização das medidas de reparação dos impactos socioambientais gerados pela siderúrgica; de ser elaborado pela mesma; e de ter como público-alvo a comunidade afetada por seus impactos, procuramos examinar que tipo de jornalismo é produzido pelo jornal, levando em consideração a conjunção desses três fatores. A partir desse exame, refletimos igualmente sobre o jornalismo dentro de um processo resultante das recentes transformações no espírito do capitalismo, que envolve a ampliação da lógica da racionalidade empresarial e seus meios de dominação e controle para o campo das relações sociais. Para tanto, analisamos as edições do jornal Alô Comunidade do período de janeiro de 2012 até dezembro de 2016.

Palavras-chave


Jornalismo feito para a comunidade. Novo espírito do capitalismo. Acordos extrajudiciais. Jornal Alô Comunidade. ThyssenKrupp CSA (TKCSA).